segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

DUELO DE EGOS

Sabe que eu até que sou um ser obediente?
Você dita o que eu devo vestir, eu visto; você dita o que eu devo ouvir, eu ouço; você dita o que eu tenho que assistir, eu assito...
Você diz que eu tenho que me atualizar, manter a forma, falar inglês, ganhar dinheiro...
Não negue! POr vezes você até insinua que devo ser promíscua! E que devo me permitir. MAS essa "banda podre" a gente deixa nos bastidores, né?! Agora me responda uma coisa: Como? As câmeras estão aí e cada passo é um flash.
Vejo e sou vista... Julgo e sou julgada. E cada vez mais a primeira impressão é a que fica.
Eu queria definir identidade...
Eu queria definir liberdade...
E eu já não sei...
OU eu não consigo...
E eu levo adiante sem olhar para os lados...
E eu susurro com vontade de gritar.
Em suma: falo tanto na primeira pessoa que concluo que tudo se resume a um duelo de egos.

4 comentários:

Ana Paula disse...

Cada um de nós se constitui no atravessamento entre a individualidade e o coletivo,sem que ninguém se isente de,vez por outra, ceder mais a um dos lados.O desafio é encontrar um lugar confortável entre o que "acho que sou" e o que "deveria ser",por expectativas minhas ou dos outros.Não é fácil achar o meio termo,mas é a missão de quem ñ se limita e assume um lado só.

Bella,valeu por mais essa "tradução".Bjuuuus =*

Micróbio do Frevo disse...

Tudo se resume a uma briga de torcidas e a gente ali no meio...
E assista Queridos Amigos! kkkk

Micróbio do Frevo disse...

(Não ligue muito pra o que eu escrevo/falo ultimamente). Como diria Moska: "Meu pensamento não quer pensar. Ele está com preguiça de se levantar. Depois de um sono tão profundo é duro acordar e ver que no mundo tudo é novidade, mas eu já conheço. Então volto a dormir que é pra ver se me esqueço"

Cristiano disse...

A propaganda tenta nos emitir mensagens imperativas como se tivesse o poder de dizer aquilo que nós realmente queremos, mas ainda não temos o dom de saber... Precisampos, como diz a Nação Zumbi "propagar a nossa própria propaganda".
Muito bom.
Bjos,
Cristiano (www.ricardinhocristiano.blogspot.com)